Deixe o seu recado ou comentário no final da página

Data: 10/05/2019

De: Guilherme

Assunto: Doação

Boa tarde.
Estou com uma caixa de apostilas do colégio Objetivo que não usarei. Não gostaria de jogá-las fora e estou procurando algum lugar para doá-las, vocês aceitariam? (Elas estão com rasuras, não sei se é motivo de não aceitação)
Agradeço desde já!!

Data: 12/05/2019

De: Diretoria da SAVIVER

Assunto: Re: Doação

Olá Guilherme, prezado morador do Bairro Vista Verde!
As portas da sua e nossa SAVIVER estão sempre abertas para receber doações de livros e apostilas dos moradores da nossa comunidade, e são sempre bem-vindas!
Lembrando sempre que os LIVROS doados são analisados pela Equipe de Voluntários da Biblioteca Comunitária, para serem ou não inseridos no respectivo acervo.
Por outro lado, as apostilas e os livros em duplicata são doados para diversas instituições, da sociedade civil organizada (Ong's, Asilos, Escolas e SABs), da nossa cidade.
Aproveitamos do ensejo para convidá-lo a participar das nossa reuniões semanais, realizadas todas as segundas-feiras, às 19h30min., na Escola Walter Fortunato, sita na Rua Bogotá, n.º 34 - Bairro Vista Verde.
SEJA BEM-VINDO!
Domingos Vicente Malhone
Vice-Presidente da SAVIVER

Data: 07/04/2019

De: Morador

Assunto: Bagunça Generalizada

Apesar de ser em outro bairro, como entidade, a Saviver não poderia requisitar à PMSJC alguma ação contra a bagunça generalizada que ocorre quase todos os dias, principalmente nas sextas à noite, no BAR DO ZITO, no Jd. Motorama, que fica praticamente em frente à Loja Inovar, do outro lado da avenida, na Rua dos Lírios?

O referido estabelecimento é minúsculo para a quantidade de pessoas que recebe, com diversos clientes ficando literalmente esparramados nas ruas e calçadas ao redor, além de estacionarem os carros dos dois lados da marginal, que é a principal entrada do bairro para quem vem da zona leste. Eles colocam mesas no canteiro entre a marginal e a avenida, além muitos clientes ficarem na beira da pista, trazendo riscos de atropelamentos.

Grato pela atenção.

Data: 08/04/2019

De: Diretoria da SAVIVER

Assunto: Re: Bagunça Generalizada? - Ligue para o tel. 156 ou 190

A LEI MUNICIPAL Nº 9.060, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2013, conhecida como "lei do silêncio", regulamenta os níveis de ruídos urbanos e proteção do bem-estar e do sossego público no município. A referida lei disciplina a emissão de ruídos em quaisquer atividades residenciais, industriais, recreativas, comerciais e prestação de serviços, inclusive propagandas, e estabelece penalidades aos infratores.
O texto proíbe a execução de sons e vibrações excessivos ou que causem incômodos, de qualquer natureza inclusive aqueles gerados ou propagados por automóveis ou outros veículos e equipamentos que contrariem os níveis máximos estabelecidos na legislação e caracterize a perturbação do sossego, do bem-estar e da tranquilidade pública.
O Artigo 24 da referida lei preceitua que as denúncias de poluição sonora, ruídos sonoros, que causem incômodos e perturbação do sossego, do bem-estar e da tranquilidade pública, deverão ser registradas por escrito ou mediante reclamação telefônica (Tel. 156 ou 190), assegurado o sigilo do denunciante.
Para ajudar a resolver esse problema, a diretoria da SAVIVER irá encaminhar um ofício à Secretaria Municipal de Proteção ao Cidadão (tel. 3901-2400 - E-mail
sepac@sjc.sp.gov.br), a/c do Secretário Sr. Antero Alves Baraldo, exigindo providências para colocar um ponto final nessa "bagunça generalizada".
Att.
Domingos Vicente Malhone
Diretor de Assuntos Jurídicos da SAVIVER


Data: 19/04/2019

De: Morador

Assunto: Re:Re: Bagunça Generalizada? - Ligue para o tel. 156 ou 190

Obrigado pela atenção e resposta!

Data: 04/04/2019

De: Maria Auxiliadora de Souza

Assunto: Grupo de Ginástica - Clube Vista Verde

Há mais de 25 anos, a pedido da SAVIVER e através do Vereador Walter Hayahi, a Secretaria de Esportes e Lazer da Prefeitura Municipal vem disponibilizando dois (2) professores de "Educação Física" para ministrarem aulas de ginástica para os moradores do Bairro Vista Verde, nas dependências do CLUBE VISTA VERDE, no momento, administrado pela AMAVIVER (Associação de Moradores Aposentados do Vista Verde).
As aulas de GINÁSTICA acontecem todas as segundas, quartas e sextas-feiras; sendo três (3) turmas no período da manhã e duas (2) turmas no período da tarde, com 25 alunos em cada turma.
No período da manhã as aulas acontecem das 08h30 às 09h30 (1ª turma); das 09h30 às 10h30 (2ª turma); e das 10h30 às 11h30 (3ª turma).
No período da tarde, das 15h00 às 16h00 e das 16h00 às 17h00.
Ocorre que no dia 1.º de abril, na segunda-feira p.p., o Sr. RAIMUNDO, mais conhecido como "BAIANO", zelador e administrador do Clube Vista Verde, e atual Presidente da AMAVIVER, sem mais, sem menos, de forma bastante agressiva e ameaçadora, fechou as portas de acesso às dependências do clube e impediu a entrada tanto da Professora da Prefeitura, quanto dos (as) alunos (as), dizendo que "a partir de agora não haverá mais aulas de ginástica naquele local" ... fato que causou a indignação e revolta de todas as alunas que frequentam as aulas de ginástica naquele local, repito, há mais de vinte (20) anos.
1 -) Sabido por todos que o Clube Vista Verde pertence a todos os moradores do Bairro Vista Verde, indistintamente, desde 1984, data que foi comprado pela SAVIVER da extinta empresa IBECASA - Construções e Imóveis S/A.;
2 -) Sabido que a SAVIVER é a legítima representante das 3.000 famílias/moradores do Bairro Vista Verde;
3 -) Sabido que a SAVIVER cedeu em caráter precário e provisório as instalações do Clube Vista Verde para a AMAVIVER - Associação dos Moradores Aposentados do Vista Verde;
REQUER:
a-) Que a diretoria da SAVIVER tome as providências necessárias no sentido de advertir o atual zelador/presidente da AMAVIVER (Sr. Raimundo) que o mesmo não pode impedir o "livre acesso" dos moradores do Bairro Vista Verde às dependências do Clube Vista Verde, com exceção à área da piscina, cujo acesso é restrito aos "associados/contribuintes" que pagam a taxa de manutenção;
b-) Que o mesmo seja notificado e advertido de que não pode impedir a realização das AULAS DE GINÁSTICA - patrocinada pela Administração Municipal - aos moradores do bairro, nas dependências do clube, conforme vem sendo realizada ao longo de mais de vinte (20) anos.
Nestes termos, pede providências e, desde já, agradeço as atenções dispensadas.
Atenciosamente.
Maria Auxiliadora de Souza

Data: 07/04/2019

De: Diretoria da SAVIVER

Assunto: Re: Grupo de Ginástica - Clube Vista Verde

Prezada moradora Maria Auxiliadora de Souza
A diretoria da SAVIVER agradece a sua justa reclamação e está tomando as devidas providências no sentido de reverter a postura tomada, à revelia da SAVIVER, pelo presidente da AMAVIVER - Sr. Raimundo Edson Inácio da Silva.
De fato, a diretoria anterior da SAVIVER cedeu, em caráter precário e provisório, as instalações do Clube Vista Verde para uso da AMAVIVER, que ficou responsável pela zeladoria e administração daquele espaço. No entanto, considerando que o clube pertence a todos os moradores do Bairro Vista Verde, indistintamente, o referido zelador não pode impedir o acesso dos interessados em frequentar as aulas de GINÁSTICA patrocinadas pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, como já vem ocorrendo há mais de 25 anos, à pedido da SAVIVER.
O Depto. Jurídico da SAVIVER já foi acionado para apurar quais os motivos que levaram o Sr. Raimundo (Baiano), zelador/administrador do Clube a tomar essa medida extrema e radical.
Desde já a diretoria da SAVIVER pede desculpas pelos transtornos e aborrecimentos causados pelos atuais administradores da AMAVIVER, ao grupo de ginástica, e assegura aos frequentadores que as atividades recreativas voltarão à normalidade o mais breve possível.
Att.
José Raimundo Romancini
Diretor-Presidente da SAVIVER
Gestão: 2017 / 2019

Data: 25/03/2019

De: José Carlos Moreira

Assunto: Informação sobre Audiência Publica Plano diretor 2019/20

Informamos que nosso grupo de trabalho marcou presença na audiência municipal sobre o Plano diretor 2019/2020. Na ocasião nosso presidente protocolou entrega de nossas sugestões e propostas do interesse de nossa comunidade além da crítica democrática, organizada e saudável da situação de nossa micro-região (Dutra até Pararangaba), que passa batido ano após ano nos planos de desenvolvimento urbano gerados a partir dessas audiências.

Data: 10/03/2019

De: Camilo Antunes

Assunto: TRANSPARÊNCIA

Bom dia. Venho por meio deste fazer um alerta, porém sei também que não é da competência da SAVIVER a solução, porém sei dos laços de amizade entre os membros da SAB e do proprietário da PADARIA FLAMBOYANT, então quem sabe um pedido amigável não resolva. A PADARIA FLAMBOYANT comete o erro, e a bastante tempo, de não ter transparência no momento de cobrar de seus clientes os valores devidos gastos no estabelecimento isso por que a cobrança é feita através da somatória feita em uma calculadora de mesa por funcionários sujeitos a erro como todo e qualquer ser humano, já fui vitima por duas vezes de cobrança errada, a última em quase R$9,00, ocorre que sempre faço minhas contas antes, porém o correto é o estabelecimento ter a cobrança informatizada com tela virada para o consumidor, no padrão inclusive empregado pela padaria Vista Verde no centro comercial. Entre políticos e comerciantes é difícil achar um ou mais que trabalhe com lisura, infelizmente essa é a realidade do país, então ter transparência na hora de cobrar a conta do cliente é mais do que um dever, é uma obrigação. Irei aguardar, porém se nada puder ser feito, farei uma reclamação nos órgãos competentes da administração municipal.
Abraço.

Data: 12/03/2019

De: Diretoria da SAVIVER - Relações Públicas

Assunto: Re:TRANSPARÊNCIA

Olá prezado morador Camilo Antunes
Boa tarde!
A SAVIVER foi criada em dia 3 de fevereiro de 1977 (Leia mais: https://www.saviver.org/estatuto), ou seja há 42 anos, exatamente para cuidar dos problemas do nosso Bairro, buscando solução junto aos órgãos públicos, como também para cuidar dos assuntos e interesses difusos dos moradores, em busca de uma melhor qualidade de vida para todos.
De fato a diretoria da SAVIVER semppre teve um bom relacionamento com os proprietários da PADARIA FLAMBOYANT e procura manter laços de amizade com todos os demais comerciantes do nosso bairro.
Sendo assim, considerando que a sua reclamação é justa e razoável, através do nosso Diretor-Presidente, Sr. José Raimundo Romancini, a SAVIVER encaminhou aos donos da FLAMBOYANT sugestão no sentido de que o referido estabelecimento passe a ter cobrança informatizada, com tela virada para o consumidor, no padrão empregado pela Padaria Vista Verde, no Centro Comercial.
De acordo com as informações dos sócios, Silvio e José Aparecido, a intenção deles é implantar o sistema de "comanda eletrônica", que registra o (s) produto (s) consumidos e os respectivos valores, para conferência do cliente. Esse "sistema" já foi implantado, em caráter experimental, mas apresentou problemas no funcionamento. Uma nova empresa está sendo consultada. A padaria encontra-se, ainda, em fase de reforma geral. Isso é fato e temos observado as melhorias que estão sendo realizadas pelos proprietários, mas nada impede que você, se assim entender, faça sua reclamação diretamente ao órgão competente da Administração Municipal.
Agradecemos ao seu contato e aproveitamos do ensejo para convidá-lo a participar das nossas reuniões quinzenais, sempre na segunda-feira, na Escola Walter Fortunato, às 19h30.
Att.
José Carlos Moreira
1.º Secretário - Diretoria Executiva

Itens: 1 - 10 de 216
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Novo comentário